11 de abr de 2008

SAUDADES DE QUE?











Saudades de que?

do amor que nos instiga
desse carinho abençoado
a carícia na noite imensa
a palavra doce e perfeita
a suave respiração em meu peito
a trangressão em tudo que faço
a ilusão de que tudo posso
o sentimento de vida nova
saudade desse teu beijo
cujo sabor desconheço
saudade que me persigas
que me queiras um dia
mais do que uma amiga
que me sufoques
em teu quente abraço
saudade que me digas...
que me digas...

Ana Wagner

8 comentários:

maria luiza disse...

Dá saudade de tudo isto e muito mais, amiga. ABraços
Enviado por Maria Luiza D Errico Nieto em 11/04/2008 19:59
para o texto: SAUDADES DE QUE?

becalete disse...

Belo texto criativo cheio de emoção!Parabéns!
Enviado por Becalete em 11/04/2008 20:53
para o texto: SAUDADES DE QUE?

wado disse...

Oswaldo Antônio: Saudades de quê?
bonita, como todas...
versos curtos
sentidos latos..
bjos.w

maria flor disse...

♪ Maria Flor:

Olá Aninha,
Linda...linda...Saudades de que?
Me diz: E quem não tem saudade de que ou de quem?
Ah! Saudade Madrasta!!!
Meus aplausos.

Beijos da Flor!

izabel disse...

ჱܓჱܓIzabel:
Linda demais sua poesia, Saudades de que?
adoro escrever sobre a saudade também,
e a sua está showww.
Beijos

tadeu paulo disse...

Tadeu Paulo:
Poxa, beleza de poema. Colocou emoção e paixão bem fundo.
Lindo quando se consegue decifrar esses sentimentos e se os expõe em palavras, que vão dar em versos... daí em poesia...
Essa a vantagem dos poetas..
Parabéns.. Gostei muito!
Beijos..

artur gomes disse...

Fulinaíma:
Belo poema Aninha, beijo grande

W disse...

Oswaldo Antônio:
bom dia aninha...
saudades de quê????
que me digas...que me digas...
bjos.w

Ao anônimo leitor!

Gostaria de fazer
um agradecimento
aos inúmeros leitores
anônimos que me visitam
diariamente. São pessoas
de lugares distantes ou
próximos que passam
por aqui diariamente.
Obrigada anônimo leitor!

Tempo