4 de abr de 2008

ESFINGE











ESFINGE


Santa
alucinação juvenil!
Amargo
quadro de beleza
no espelho
a face anulada,
vincada
um rosto copiado do terror
da humana imbecilidade
ocultando o belo
fundo raso de mim,
âmago sem aleluia
rasa solidão febril,
pequena moldura
marmórea
mulher disfarçada
em esfinge...

Ana Wagner

5 comentários:

IVY LOSSO disse...

Ivy:
Meu bju e meu carinho vão pra mulher/esfinge q nos presenteia c/ seu dom de criar um mundo de fantasias em nossos corações.

lenise disse...

Lenise:
Lindooooo teu poema! Amei!!

leni disse...

Leni Martins****:
Oiiiiiiiii...gostei muito do poema Esfinge...sinceridade....
mil beijos

Aroeira disse...

nossa! que bacana. elegante, sim.
bacio

aborto disse...

belo...
Enviado por ABORTOdeGÊNIO em 11/04/2008 10:32
para o texto: ESFINGE (T930793)

Ao anônimo leitor!

Gostaria de fazer
um agradecimento
aos inúmeros leitores
anônimos que me visitam
diariamente. São pessoas
de lugares distantes ou
próximos que passam
por aqui diariamente.
Obrigada anônimo leitor!

Tempo