9 de mar de 2008

MIÇANGAS









MIÇANGAS

Nas brumas lentas
fração de céu
cálice morno
um serafim
vestiu meu peito
negras miçangas
nos olhos tristes
mãos estendidas
mendigam pão
acesa brasa
sabores vãos
irremediáveis
alma intratável
contando grãos
indecifráveis.
..

Ana Wagner

8 de mar de 2008

MULHER!











MULHER!


mulher amante
independente
insinuante
mulher casual
seu arsenal
beligerante
mulher qualquer
gigante!

Ana Wagner

ORIENTE









Oriente


Lua de prata
abstrata
generosa
confidente
me oriente
mostre o Norte
o Ocidente
uma estrada
iluminada...

Ana Wagner

3 de mar de 2008

DESEJO








DESEJO

No humilde sumo
de frutinhas silvestres,
dissimulado,
meu desejo.

Ana Wagner

1 de mar de 2008

NOSSO NOME (dueto)











Nosso Nome


meu nome está no teu
teu nome está no meu
estamos no céu
no chapéu
no museu
na Patagônia
no teatro
na esquina
na rima
na poesia
no mar...

mas não estamos...

nos pronomes
nos sobrenomes
nos codinomes
nem na terra dos sem-nomes
nem na terra dos mil-nomes
nem na terra dos super-homens
não estamos
nos nomes próprios
nos nomes de família
nos nomes feios
nos nomes de guerra
não estamos
no nome-do-padre...
...no nome-do-padre
não estamos...
estamos apenas
um-no-nome-do-outro


Ana Wagner & OswaldoAntônio Begiato

NOSSO NOME



Ao anônimo leitor!

Gostaria de fazer
um agradecimento
aos inúmeros leitores
anônimos que me visitam
diariamente. São pessoas
de lugares distantes ou
próximos que passam
por aqui diariamente.
Obrigada anônimo leitor!

Tempo