7 de fev de 2008

ÊXTASE











ÊXTASE


orquídea negra
cheira teu corpo
embriaga , alimenta
sândalo ,grama úmida
êxtase de sentidos
abismo de gozo, luxúria
ânsia, louco querer
alta noite a queimar
meus montes...


Ana Wagner

9 comentários:

Eduardus Poeta disse...

Ah poeta, porque não deixa livre suas palavras??? Por que se esconde atrás do que tens de mais belo??? Fala mais e se preciso for, grita!!!

ADOREI TEU ESPAÇO

Eduardus Poeta

logysticos disse...

O êxtase é ler um texto ótimo como este! Belo poema, com uma ótima poeticidade e plasticidade! Parabéns

Obs.: Erode Lino Leite

Éder disse...

Êxtase...
poesia sensorial,
pelos olhos, entram palavras, sentidos, e nos arrepiam - se tivermos com a imaginação liberta e aberta para algo ou alguém...

Êxtase...
é sua epiderme, Aninha...
é o âmago de sua alma liberando bálsamos ardentes em nossa cama afetiva...

Beijos

Diney Marques disse...

Ana Wagner,que climax hein?! Muita sencibilidade.
Enviado por diney marques em 07/02/2008 19:05
para o texto: ÊXTASE (T849917)

Renato Paes disse...

Ana, Gostei, cheia de metáforas bem colocadas. Parabéns. Prazer em conhecer. Renato Paes
Enviado por Renato Paes em 07/02/2008 18:03
para o texto: ÊXTASE (T849917)

Luciah Lopes disse...

Lido, lindo. Seusual e apaixonante. bj, Luciah
Enviado por Luciah López em 07/02/2008 18:02
para o texto: ÊXTASE (T849917)

Marquinhos e Julio Sergio disse...

Ana, que êxtase de poesia...pura paixão,,,linda abraços.....julio sergio
Enviado por Marquinhos e Júlio Sérgio em 07/02/2008 17:59
para o texto: ÊXTASE (T849917)

policarpo Nóbrega disse...

Sensualidade de uma qualidade e categoria superiores.
Enviado por Policarpo Nóbrega em 13/02/2008 11:16
para o texto: ÊXTASE

helena disse...

Lindo!!!! De uma sensualidade sutil. Adorei!!! Bjssssssssssss.
Enviado por Helena Serena em 29/02/2008 21:24
para o texto: ÊXTASE (T849917)

Ao anônimo leitor!

Gostaria de fazer
um agradecimento
aos inúmeros leitores
anônimos que me visitam
diariamente. São pessoas
de lugares distantes ou
próximos que passam
por aqui diariamente.
Obrigada anônimo leitor!

Tempo