2 de jul de 2008

PARTO









Parto



Poeta sem rio
parida na noite
deambulando atônita
guardando a música da terra
grito final de quem não espera verão

na voz geme uma árvore...


Ana Wagner

7 comentários:

ANDERSON disse...

amei,adorei,tenha um ótimo dia bjs.
Enviado por anderson (by) em 02/07/2008 10:15
para o texto: PARTO (T1061281)

jOÃO disse...

"na voz geme uma árvore"...-um sentido da vida, comento eu.
Enviado por João Videira Santos em 02/07/2008 10:10
para o texto: PARTO (T1061281)

erode disse...

Parabéns! Um texto na tessitura da poesia! Abraços
Enviado por Erode Lino Leite em 03/07/2008 16:29
para o texto: PARTO (T1061281)

bia marques disse...

Bia Marquez®:
Caríssima....

com esse poema, parto levando vc no coração....


bjus e letrinhas..

André Maurício disse...

André Maurício:
Lindo o poema!!!! Obrigado!!!! Bjs!!!!

enise disse...

Enise:
que lindo que ficou Aninha...
amei!!!!!!!!!
beijinhossssssss
E.

hamilton disse...

Bel[issimo!~Poeta sem rio, parida na noite~ Muito bom! Abrcs.
Enviado por HAMILTON SANTOS em 09/07/2008 19:48
para o texto: PARTO (T1061281)

Ao anônimo leitor!

Gostaria de fazer
um agradecimento
aos inúmeros leitores
anônimos que me visitam
diariamente. São pessoas
de lugares distantes ou
próximos que passam
por aqui diariamente.
Obrigada anônimo leitor!

Tempo