30 de set de 2009

MILAGRE!




MILAGRE!


Tenho uma noite,
uma estrela
e o tempo de ver-te

deixa-me chorar
nos rios de teu corpo

livra-me do eterno
das feridas
do medo de sorrir

abre-me os braços
de nossa antiga cumplicidade!

Ana Wagner

6 comentários:

CECILIA disse...

Cecilia:
Nosa !...Aninha que poema lndo!
Obg por enviar-me...fazia tempo que não me enviava um poema teu.Amei!
Lindo dia a você!
Beijos

CLAUDETE disse...

♡ Claudete ♡:
Milagre, que lindo, Aninha.
Obrigada por encantar a minha vida.
Beijos

MILENE disse...

Milene:
Que lindeza teu Milagre,Aninha.
Que bom te ver na minha página.
beijos carinhosos

MAURO VERAS disse...

Mauro Veras:
Acontecimento


De tua noite,
carrego as estrelas
que o tempo reverte em carinho

sem choros
mas rios, só rios de sorrisos
no corpo das lembranças

a boca lisa e úmida
saudável como deve ser a vida
vívida e com arte

a única ferida viva
é o beijo de gostar-te!


Mauro Veras



... seu belo poema motivou-me estes versinhos! Obrigado, Aninha, por tocar-me com a beleza dos seus versos!

Beijos

ROBERTA disse...

***Roberta***:
Maravilhoso "Milagre", Aninha!
Obrigada por partilhar tb comigo essas riquezas.
Desejo que tudo esteja bem contigo, querida amiga!
Beijos no coração!
Ro

Clara disse...

Um pedido assim... tem a força de uma prece, impossível não ser atendida... Beijos
Enviado por Clara Strapazzon em 14/10/2009 19:07
para o texto: MILAGRE! (T1820435)

Ao anônimo leitor!

Gostaria de fazer
um agradecimento
aos inúmeros leitores
anônimos que me visitam
diariamente. São pessoas
de lugares distantes ou
próximos que passam
por aqui diariamente.
Obrigada anônimo leitor!

Tempo