2 de ago de 2009

INQUIETUDE












INQUIETUDE
Tua inquietude maltrata
alma tão jovem
e sofrida
Enchendo de medo tua vida

Quando repousas, menino?

Quando aquietas os sonhos
nas noites estreladas?

Onde a tua paz esperada..
Onde teu amor só por amar..
Sentir emoções iluminadas...

Inesperada visita que te perturba
E foges como se fosse armadilha
Olhando sempre para trás.

Numa mistura envenenada,
Que consome tuas entranhas.

Foges para o imediato
Sem conseqüências,
sem medir teus atos.

Querendo afagos em tuas manhas,
acabar com tuas mágoas

E, no dia seguinte...nada!

Continua a rotina esperada...

Ana Wagner

8 comentários:

DANTE disse...

Parabens! Belos versos, rebeldes. Prazer em conhecê-la. Também sou gaucho mas não sinto frio, aqui em Minas. Um abraço
Enviado por Dante Marcucci em 28/07/2009 05:40
para o texto: ACORDO DE DESAPEGO (T1721693)

LUCIUS disse...

Gostei de algumas passagens, se bem que prefiro versos mais rimados, todavia, fico bom, muito bom. abraços
Enviado por Lucius Calado em 27/07/2009 12:32
para o texto: ACORDO DE DESAPEGO (T1721693)

SILVIA REGINA disse...

alo poeta ****************** como vai?*** poema reflexivo e cheio de quetionamentos..******* cada um vive um momento diferente em que as coisas assumem porporções diferenciadas... Um beijo azul com saudades (tá meio sumida)
Enviado por Silvia Regina Costa Lima em 27/07/2009 12:29
para o texto: ACORDO DE DESAPEGO (T1721693)

MARCELO disse...

muito bom cara colega escritora, esta excelente seu poema. tb sou de porto alegre. sempre é bom ver alguem do RS aqui. visite meu espaço aqui no recanto, sera uma honra e voltarei para te ler mais vezes. abraços.
Enviado por marcelo riboni em 27/07/2009 12:23
para o texto: ACORDO DE DESAPEGO (T1721693)

Poeta da Lua disse...

lindo poema, minha musa, amiga...

ps.: sobre a imagem:

... vontade de viver, estou vivendo, verdadeiramente feliz!
beijo-te e até...

Neneca Barbosa - Um ser humano em evolução! disse...

Oi Aninha! Gostei do texto.Passou a mensagem desejada em versos.A nossa alma tem de vez em quando esses momentos de inquietude. Beijos!

Aroeira disse...

belo... triste tb. forte enquanto vc assiste ao inexorável, à dificuldade das mudanças, a força da fraqueza.

Pai disse...

Carissima Clara,
Sou Valdemar Antonio Dall´Agnol, moro em Florianópolis.
Repassando documentos de genealogia, achei algo que gravei do tuas publicações. Gravei porque falava de Cristina Strapazzon, também minha parente, etc. etc.
Andei por várias páginas e fiquei impressionado. Lindos poemas, feitos com o coração, sem demérito a outros aspectos. Mas coração é outra coisa.
Depois voltei a genealogia. Está diferente de quando vi outra vez. Mas, pra não falar demais, mas já falando, cheguei a navios e passageiros. Tenho pesquisado navios e navios (já passei de 500). Mas, tipo o que no teu blog é espetacular. Pergunto como voce fez, ou onde encontrou aquelas listas de sobrenome. Não vai dizer que voce fez????
Por favor informe a origem. Parabenizo teu trabalho, nunca vi nada igual. (Apenas citando duas das minha arvores. Dall´agnol (por parte de pai 800 parentes. Girardi (do mãe) são 4.200 pessoas, e fotos documentos etc. etc. Meu email pdallagnol@yahoo.com; Skype Interdal; telefone (A COBRAR)48 30282610 URGENTE.................

Ao anônimo leitor!

Gostaria de fazer
um agradecimento
aos inúmeros leitores
anônimos que me visitam
diariamente. São pessoas
de lugares distantes ou
próximos que passam
por aqui diariamente.
Obrigada anônimo leitor!

Tempo