15 de jul de 2009

QUEM ÉS?








Quem és?

Que olhos sãos esses

hipnóticos, brilhantes?
Cruzaram meu caminho
sem direção, sempre errante...
Que força estranha
nos uniu fortemente
quando menos buscava
um amor, um romance?
Será que nos vimos antes,
numa estrela encantada
ou no sol poente?
Não preciso saber
pois o dia é tão lindo,
a vida tão bela,
as flores se abrindo
e meu sorriso constante...

Ana Wagner

5 comentários:

Márcio B. S. disse...

Legal, amar é sempre bom, dá sentido às nossas vidas, nos faz seguir adiante em busca dos nossos objetivos e nos faz querer ser pessoas melhores.

SILVIA disse...

alo poeta ****** como vai, menina?*****Poema sensível e terno.. ainda bem que a sua estrela está feliz**** Um beijo azul com saudades
Enviado por Silvia Regina Costa Lima em 15/07/2009 11:56
para o texto: QUEM ÉS? (T1700650)

ARNALDO disse...

NOSSA...cada vez mais inspirada,lírica e suave...o amor te deixa assim,sensível como sempre foi e desenvolvendo versos incriveis...esse é um dos teus melhores poemas...maravilhoso!!!! Amei de verdade....parabéns!
Enviado por Arnaldo Smt (não autenticado*) em 17/07/2009 16:30
para o texto: QUEM ÉS? (T1700650)

TERESADAPRAIA disse...

...é poeta..o amor faz com que tudo sorria....e tenha brilho.../ Beijinho Ana!
Enviado por Teresapraia em 18/07/2009 18:38
para o texto: QUEM ÉS? (T1700650)

DANTE disse...

Belo poema, gaucha Ana! Como eu gosto, feliz! Parabens. Leia REENCONTRO. Um abraço
Enviado por Dante Marcucci em 29/07/2009 03:40
para o texto: QUEM ÉS? (T1700650)

Ao anônimo leitor!

Gostaria de fazer
um agradecimento
aos inúmeros leitores
anônimos que me visitam
diariamente. São pessoas
de lugares distantes ou
próximos que passam
por aqui diariamente.
Obrigada anônimo leitor!

Tempo