14 de set de 2008

QUIMERA












Quimera


Ousadia sonhar
sem razão em acordar
amor não tem lado
pintar o sol na esquina
onde muros prendem
pela cintura
pés iluminados
pela ousadia
do dia

Ana Wagner

8 comentários:

Oswaldo Antônio Begiato disse...

passei...w

W disse...

Oswaldo Antônio:
como sempre. linda sua quimera..
você como poeta é inigualável, e sabe disso..
w..

Graciela disse...

Gr@ciel@ -:
Amiga...que Quimera..mais linda...

Tadeu Paulo disse...

Tadeu Paulo:
Beleza o poemeto Q U I M E R A . . .
Quando a poesia está no sangue,
o ar à volta fica sempre mais leve
e o perfume é o do encanto..
Beijos..

Elisa Cesar disse...

Elisa Cesar:
Aninha.Vc. é uma pessoa especial.Grande Poeta.Bjs
Que lindo!!!!!!!Amiga! Amei!!!!! Mexeu com o meu coração! Bjs

marta peres disse...

Marta Peres:
Querida, sua Quimera está no jornalorebate viu!
Bjos.

ERODE disse...

Olá! Um belíssimo poema, com boa densidade poética! Nos deixa a entrever a tua "quimera"... Abraços
Enviado por Erode Lino Leite em 09/10/2008 09:43
para o texto: QUIMERA

SILVIA disse...

alo aninha *************como vai, menina?******** as quimeras e os sonhos se misturam nessa noite. A sua quimera é expressiva e sensível.***** Um beijo azul
Enviado por Silvia Regina Costa Lima em 14/09/2008 01:01
para o texto: QUIMERA (T1176934)

Ao anônimo leitor!

Gostaria de fazer
um agradecimento
aos inúmeros leitores
anônimos que me visitam
diariamente. São pessoas
de lugares distantes ou
próximos que passam
por aqui diariamente.
Obrigada anônimo leitor!

Tempo